15/05/2019

Voluntários realizam reformas em casas de baixa renda em Cosmópolis

Nos dias 24, 25 e 26 de maio, o projeto irá reformar uma casa no Jardim do Sol

Da redação

Reformar a casa é a vontade de muitos. E quando a situação financeira não ajuda, a reforma se torna quase que impossível. No entanto, Cosmópolis conta com um grupo de pessoas que voluntariamente realizam o sonho de algumas dessas famílias: o projeto MelhorAção. Este não possui nenhum vínculo com igreja ou ação política.

Inspirado na ONG “Reparação”, que desenvolve atividade semelhante, o projeto cosmopolense surgiu no segundo semestre de 2018. O grupo, de 15 integrantes, realiza reparos em casas em situações precárias. A primeira reforma aconteceu em novembro do ano passado, em uma residência do Jardim Paineiras.

O público atendido pelo projeto são famílias em situação de vulnerabilidade social, localizadas em bairros de baixa renda. “O intuito é dar uma moradia digna para a pessoa, então não tem nada de luxo, mas é só o fato da pessoa pelo menos ter uma condição melhor de moradia”, explica Naiara Pires, integrante do projeto.

Este ano, o MelhorAção realizará uma segunda reforma, que acontecerá entre os dias 24, 25 e 26 de maio. Desta vez, a família atendida reside no bairro Jardim do Sol. Trata-se de mãe e filho, cuja casa necessita de reparos. Para participar da seleção é necessário atender a uma série de requisitos, tais como casa própria, energia elétrica, água encanada e, por fim, a família precisa ter algum lugar para ficar, visto que terá que se ausentar da casa durante a reforma.

“A família só retorna na casa no domingo, no final do dia, quando a gente está lá esperando ela para devolver as chaves da casa. É um projeto muito lindo, eu me emociono toda vez que eu explico para alguém, porque você pode mudar a vida da família. De pouquinho em pouquinho, a gente pode transformar a vida deles, de todos”, relata.

Para tanto, a ação conta com o auxílio do engenheiro Fabrício Oscar Pires, e da arquiteta Marília Comisso. Os profissionais listam todo o material necessário para a reforma, que são obtidos por meio de doação. A mão na massa, no entanto, não exige capacitação profissional, apenas disposição. “O trabalho nem sempre é feito por pedreiro, pode ser um jornalista, um advogado, uma esteticista, basta a vontade de ajudar”, acrescenta Naiara.

Seja um voluntário

Até o momento, 47 pessoas estão inscritas para ser voluntárias na reforma. Estas irão colaborar manualmente. No entanto, o projeto busca por um número maior de participantes que queiram colaborar. Sendo assim, os interessados devem se inscrever por meio do site disponível nas redes sociais (facebook e instagram) do MelhorAção.

Cada integrante deverá estar usando a camiseta do projeto para identificação e controle dos que estão envolvidos, a fim de evitar furto ou qualquer outro dano na casa do beneficiado. O uniforme não será custeado pelo projeto, sendo assim será necessário que o participante pague por ele. Outras informações quanto ao custo e formas de pagamento poderão ser esclarecidos no site.

Uma das voluntárias, Evelyn Costa, conta que vê no projeto a oportunidade de transformar vidas. “É o momento que eu consigo dar o meu melhor para transformar a vida de outra pessoa, realmente tentar fazer a diferença e fazer o melhor possível para quem realmente precisa. Eu sempre digo que o MelhorAção é muito mais que construir paredes, rebocar, ou lixar e pintar, é construir histórias ao longo das reformas, construir amizades conhecer pessoas como um único objetivo ajudar o próximo com solidariedade, força e superação. É muito mais impactante depois que você tem a experiência e contato com as pessoas e poder contemplar o resultado final e alegria dessa família”, expressa.

O estudante Felipe Pinheiro também acredita que a ação pode transformar. “Participei do Melhoração1 e estou prestes a participar do Melhoração2, inclusive estou muito animado para a reforma na casa da segunda beneficiada, é quase indescritível a sensação de poder fazer parte deste projeto tão revolucionário e apaixonante, nada se compara em poder fazer algo por alguém”, conclui.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique AQUI e envie para o Portal Cosmopolense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.