05/05/2020

Polícia apreende jovem de 15 anos acusado de matar caseiro em Cosmópolis

Segundo investigação, adolescente teria matado caseiro com marteladas e facadas

Da redação

O Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil de Cosmópolis apreendeu um jovem de 15 anos suspeito de ter matado Donizete Aparecido de Azevedo, de 49 anos, no último dia 29 de abril em uma chácara no bairro Nova Campinas em Cosmópolis. A apreensão aconteceu na manhã desta terça-feira (05).

Donizete Aparecido de Azevedo tinha 49 anos

De acordo com o delegado de Polícia, Fernando Fincatti Periollo, o jovem foi detido após investigações pelo SIG que chegou no suspeito após imagens de câmeras de vigilância da chácara.

Após apreciação desta imagens, os policiais conseguiram identificar um suspeito por conta de fotos em redes sociais com as mesmas vestes que o suspeito estava no dia do crime, conforme as imagens das câmeras de segurança.

Com posse de informações, os policiais realizaram diligências em vários locais da cidade. O jovem foi encaminhado à Delegacia de Polícia e, de acordo com os policiais civis, ele teria confessado o crime por ter “se vingado de um outro crime” de um suposto estupro cometido contra uma adolescente. “Segundo o adolescente, ele estaria vingando a menina. Por isso, ele teria cometido o crime, além de uma determinação do crime organizado, mas isso estamos investigando”, afirma o delegado.

Em entrevista coletiva, Dr. Fernando Periollo diz que tanto o suspeito quanto a vítima trocavam mensagens via celular e tinham uma certa proximidade. E que a investigação dos policiais civis foi importante na elucidação.

O delegado também declarou que no celular do suspeito há um vídeo onde ele mostra a ação, já com a vítima morta, e falando sobre a motivação do crime. “No celular dele foi encontrada esta filmagem, que é uma prova cabal, do crime bárbaro que ele cometeu. Até na filmagem, ele fala assim ‘olha o que acontece com quem faz este tipo de crime”, diz o delegado.

Delegado Dr. Fernando Periollo concedeu entrevista coletiva

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a jovem que o suspeito alega ter sido vítima de estupro foi ouvida pela autoridade policial. Porém, o delegado afirmou que não foi registrado nenhum Boletim de Ocorrências sobre o suposto estupro e nem consulta médica da jovem. O delegado diz que este caso também será investigado.

“Isso nos causa estranheza que tinha havido este estupro. Nós vamos investigar esta versão”, corrobora o delegado que diz que o crime poderia ter ocorrido em abril, antes do domingo de páscoa.

O delegado diz que tanto a confissão do adolescente quanto as imagens apreendidas no celular, serão provas contundentes para a apreensão do jovem de 15 anos.

O pedido de internação (termo jurídico utilizado para jovens menores de 15 anos) foi feito pelo Ministério Público e aceito pelo Poder Judiciário.

O delegado também informou que o suspeito não possui nenhum registro policial. Porém, o delegado considera um crime brutal com uso de muita crueldade.

“Poucas vezes nós vimos um caso violento desta forma. Uma pessoa que goza de confiança, goza de relações de amizade de outras, chega num local, com o uso de martelo, provoca vários golpes com o martelo. Primeiro, faz a pessoa perder o sentido, bate com o martelo e depois ainda coloca uma faca [na cabeça]. Isso faz perder um pouco da fé no ser humano”, finaliza Dr. Fernando.

……………………………………..

Tem uma sugestão de entrevista? Clique aqui e envie para o Portal Cosmopolense


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.