13/06/2019

Filho de vítima fala que pai nunca reclamou de inimigos em Cosmópolis

Marcos Aurélio diz que se sente mais confortado com prisão do acusado de assassinar seu pai; Entenda como foi a investigação

Da redação

Marcos Aurélio da Cunha é filho de Marcos César da Cunha, que foi assassinado, na semana passada, por um ex-amigo de trabalho, a golpes de faca dentro da casa dele no centro de Cosmópolis. Em entrevista, o familiar disse que nunca ouviu do pai que possuía inimigos e, também, não se queixou de ameaças que poderia ter sofrido. O filho, no entanto, comemorou a notícia de que o acusado havia sido preso na manhã desta quarta-feira (12) pela Polícia Civil.

O filho mora em Sorocaba (SP), mas mantinha contato – mesmo que a distância – com o pai. Segundo ele, sempre ouviu coisas boas do pai. “Todo mundo que você conversa, que você pergunta dele diz ‘nossa não acredito [que foi assassinado]… seu pai era um cara ‘da hora’. Ele tinha amizade com muita gente, e tratava bem desde o mendigo até o empresário”, alegou.

Marcos contou que o pai nunca foi de arrumar confusão e comemorou a prisão do suspeito do assassinato. Para ele, a rapidez da investigação foi primordial para se chegar à pessoa que a Polícia deteve nesta quarta-feira (12) em Cosmópolis. “É uma forma de justiça sim a prisão dele. Tô bem feliz e até agradeci o investigador pela rapidez na resolução do caso”, finalizou.

A investigação

Nesta manhã de quarta-feira (12), a Polícia Civil requisitou à justiça a saída do suspeito do Centro de Detenção Provisória de Americana – CDP (SP) para ser ouvido pelos investigadores e pelo delegado de polícia de Cosmópolis.

Segundo o chefe de investigações do Setor de Investigações Gerais de Cosmópolis, o acusado foi até a residência onde na última terça-feira (4) o homem foi assassinado e deu detalhes de como teria realizado o crime. Ambos estavam preparando um jantar na casa e degustando bebidas alcoólicas. Ainda de acordo com o chefe de investigações, a vítima teria feito uma brincadeira que não agradou o acusado que desferiu uma facada na altura do pescoço de Marcos César.

No dia 5 de junho, a Polícia Civil de Cosmópolis pediu a prisão temporária do acusado, já que os investigadores já possuíam a identificação do suspeito. Porém, no dia 6 de junho, o acusado foi preso na cidade de Artur Nogueira (SP) por esfaquear a própria irmã dele.

O Poder Judiciário de Americana (SP) cruzou as informações e viu que o suspeito tinha esta prisão temporária em desfavor e acionou a Delegacia de Cosmópolis informando que ele estava sob custódia do Estado. Na noite do crime, a polícia encontrou a faca utilizada pelo acusado que ainda está suja de sangue. Ela passará por perícia, assim como a calça e camisa utilizadas pelo suspeito no momento da prisão em Artur Nogueira (SP).

Ele foi ouvido pela autoridade policial de Cosmópolis e, segundo as autoridades policiais, confessou o crime. O indivíduo voltou para a carceragem do CDP de Americana (SP) e responderá por dois crimes, homicídio tentado e consumado.

Leia mais

Polícia Civil localiza suspeito de assassinar açougueiro de 51 anos

Homem é morto a facadas em Cosmópolis

……………………………………..

Tem uma sugestão de entrevista? Clique aqui e envie para o Portal Cosmopolense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.