07/04/2021

Família de Cosmópolis arrecada dinheiro para pagar internação de pai com coronavírus

Saiba como ajudar a família que busca recursos na luta pela sobrevivência contra a Covid-19


Henrique Oliveira

A cada dia que passa, a filha do Sebastião Cabral, espera a recuperação do pai frente a luta contra o coronavírus. Desde o dia 26 de março, Sebastião está internado em um leito da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em um hospital particular de Campinas (SP). Sua família e amigos esperam que sua recuperação seja breve e que volte ao trabalho e ao convívio familiar. Porém, outro problema que a família enfrenta é o valor que a internação de Sebastião está custando: em valores atualizados já ultrapassa mais de R$ 60 mil.

A servidora pública, Priscila Cabral, é filha de Sebastião e conta que a família está fazendo uma arrecadação, por meio de um site na internet conhecido como ‘vakinha’. Esta foi uma forma que a família tem a tentar auxiliá-los a pagar este valor, que com o passar do tempo, vai acumulando. “Pessoal, criamos uma vaquinha para tentar ajudar a arcar com os custos hospitalares que estamos tendo com o meu pai em decorrência de complicações da Covid-19”, diz Priscila em uma postagem em seu Facebook.

Vaga em Cosmópolis

Sebastião está internado em um hospital particular após não conseguir vaga no sistema público de saúde. O fiscal de viação de ônibus, morador de Cosmópolis, foi diagnosticado com covid-19 e sua família conta que mesmo com exames comprovando que seu estado era grave – que 50% de seu pulmão estava comprometido pelo vírus – foi liberado pela Santa Casa de Misericórdia de Cosmópolis à realizar o tratamento, a base de medicamentos, em sua casa. Este caso foi matéria no Portal Cosmopolense.

“Como não conseguimos leito para ele pelo SUS, essa foi a forma que encontramos para tentar arcar com pelo menos parte das despesas que o hospital está nos cobrando, que inicialmente é de R$50 mil por cinco dias de internação”

O desespero bateu em seus familiares, que ao monitorar sua saturação, Sebastião estava cada vez mais debilitado e a única opção foi tentar uma vaga em um hospital particular de Campinas (SP) até que surgisse alguma vaga para ele no Sistema Único de Saúde (SUS) por meio à vagas do Central de Regulação de Ofertas do Sistema de Saúde (Cross); o que não está acontecendo. Desde o dia 26 de março, Cabral aguarda uma vaga, o que não está tendo êxito.

Sua filha relata que diariamente o nome de Sebastião é incluído no sistema da Secretaria Estadual de Saúde, mas que sempre a resposta é negativa para uma possível transferência. “Todos os dias o médico solicita [vaga]. Porém como o quadro dele se agravou, agora não pode ser [internado] em um leito comum. Ele precisaria de um leito em um hospital de referência no SUS. E não temos leitos nem nas UPA´s [Unidades de Pronto Atendimento] aqui mais”, relata Priscila se referindo ao serviço público de saúde de Campinas.

No último dia 30 de março, Sebastião que vinha sendo monitorado e ventilado em um leito clínico, precisou ser intubado e por isso as despesas estão ficando ainda maiores para a família cosmopolense.

Ainda há muita gente aguardando leitos em Campinas

Mesmo que a fila de espera para um leito diminuiu 56% em Campinas (em uma semana), ainda há 78 pessoas aguardando leitos – entre clínicos e UTI – para o tratamento do coronavírus na metrópole. O prefeito Dário Saadi (Republicanos) disse que não há motivos para comemorar tal redução.
O número, que chegou a mais de 200 na fila de espera por um leito, na semana passada estava em pouco menos de 120 pessoas. Hoje, com a redução para 78 pessoas, ainda é preocupante de acordo com o chefe do Executivo campineiro.

E isso reflete em toda a Região Metropolitana de Campinas. A cidade, contém os maiores hospitais públicos e privados do Estado de São Paulo. Sendo opção para muitas das 20 cidades da RMC em situação de necessidade emergencial e de referência.

Para quem deseja ajudar a família cosmopolense, Priscila deixa os dados bancários para depósitos ou transferências financeiras:

Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 2722
Conta Corrente: 20579-5
Operação: 001
CPF: 345.948.328-81
Priscila de Souza Cabral Lima Francisco
Chave PIX: 345.948.328-81

Link:

http://vaka.me/1951828?utm_campaign=whatsapp&utm_medium=website&utm_content=1951828&utm_source=social-shares

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique AQUI e envie para o Portal Cosmopolense


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.