12/01/2019

Ex-integrantes do grupo Karametade realizam show em Cosmópolis

Irmãos Vavá e Márcio se apresentaram em um pub e falam sobre a possível volta do grupo

Henrique Oliveira

Os irmãos pagodeiros do grupo Karametade, Vavá e Márcio, se apresentaram em Cosmópolis nesta sexta-feira (11). Um bom público compareceu, em um pub na Avenida Ester, para prestigiar os dois músicos e a banda que tocou os clássicos do pagode do final dos anos 90 e início dos anos 2000.

Antes do show começar, ambos conversaram com a equipe do Portal Cosmopolense.

Vavá, que foi o vocalista de mais sucesso do grupo de Santos, litoral de São Paulo, diz que o pagode dos anos de 1990 foi super importante para o cenário musical brasileiro. E que vê com entusiasmo a possível volta de grupos que fizeram sucesso na época. “O pagode dos anos 90 eu acho que não morreu. As letras, as melodias e as músicas se mantém até hoje. Não é um ritmo passageiro. Não digo só eu, meu irmão, Karametade, Desejos… Mas Katinguelê, Exaltasamba, Pixote… é uma geração que dura até hoje”, diz o músico.

O ex-vocalista do conjunto ainda lembra que os pagodes dos anos de 1990 falavam de amor e não havia letras com teor pejorativo. “O conteúdo é muito bacana. Não tem apelação nenhuma. Você pode até falar sobre sexo, sobre amor e sobre traição, mas de um modo mais cativante, diferente do que hoje em dia se propaga muito até pelo fato da internet não ter uma censura”, alega Vavá.

Márcio se recorda de um episódio polêmico de um trecho de uma música do Karametade. “Lembro até hoje que a música ‘Toda Mulher’, quando lançamos pelo Karametade, teve uma rejeição muito grande. Porque dizia em uma frase: ‘Toda mulher já nasce para morrer de amor’… e aquilo na época, foi em 1999, gerou uma grande confusão e tive que explicar. Não porque a mulher tem necessidade de morrer, e somente a mulher morre por amor. Foi para alavancar a mulher. A mulher realmente morre por amor, por um filho… o sentido na época foi entendido errado”, relembra Márcio.

Indagados se haverá o retorno do grupo Karametade, Márcio e Vavá não revelaram. Porém, ao que aparenta, há um estudo para que o grupo possa voltar ao cenário musical brasileiro. “Então, não sei, né? A gente tem uma amizade com a rapaziada do Karametade até hoje, né? Mas, hoje em dia, nós não temos gravadora, e se não houver mais o investimento por trás disso tudo, pode acontecer e acabar morrendo na praia. Não é isso que a gente quer. A nossa intenção é que se for para voltar, é para voltar forte, com show bacana… e isso a gente sabe, todos sabem, que provém de um grande investimento”, respondem Márcio e Vavá.

É a primeira vez que os irmãos cantam e tocam em Cosmópolis em 22 anos de carreira. “Que seja a primeira de muitas”, disse Márcio. O público que esteve presente no show cantou as músicas dos irmãos pagodeiros e relembraram os pagodes dos anos de 1990.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique AQUI e envie para o Portal Cosmopolense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.