08/07/2019

Cosmópolis deve receber repasse de R$ 40 mil para saúde

Repasse deve ser utilizado para novas ações de combate aos agentes transmissores da dengue, chikungunya e zika

Da redação

Cosmópolis receberá um repasse no valor de R$ 40 mil. Este deverá ser utilizado para promover ações, a fim de evitar a epidemia de arboviroses que causam doenças como Zika Vírus e Chikungunia, ocasionadas por mosquitos transmissores. O recurso é proveniente do Fundo de investimentos da Agência Metropolitana de Campinas (Fundocamp), vinculada à Agemcamp.

Foto: Prefeitura

A verba será utilizada para aquisição de telas de proteção de caixas d’água, big bags de ráfia, aparelho de inspeção visual remoto de calhas, cartilhas lúdicas e educativas e testes rápidos do vírus da Dengue. As quantias serão distribuídas por grupos de municípios, de acordo com o número de domicílios. Engenheiro Coelho (SP), Holambra (SP), Morungaba (SP) e Santo Antônio de Posse (SP) terão R$ 20 mil cada para as ações.

Artur Nogueira (SP), Cosmópolis (SP), Jaguariúna (SP), Monte Mor (SP), Nova Odessa (SP), Pedreira (SP) e Vinhedo (SP) receberão R$ 40 mil, enquanto Atibaia (SP), Paulínia (SP) e Valinhos (SP), R$ 75 mil cada. Americana (SP), Hortolândia (SP), Indaiatuba (SP), Santa Bárbara d´Oeste (SP) e Sumaré (SP) terão R$ 130 mil. O maior valor será destinado à  Campinas (SP), R$ 300 mil.

Nesta terça-feira (2), o Governador João Dória autorizou o repasse imediato para 13 cidades da Região Metropolitana de Campinas. As demais cidades, incluindo Cosmópolis, não tiveram a verba liberada, visto que não apresentaram a documentação necessária para a liberação, até então. Dos municípios citados acima, os que obtiveram liberação foi Engenheiro Coelho, Pedreira, Sumaré, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Monte Mor, Santa Bárbara D’Oeste, Jaguariúna, Vinhedo, Itatiba, Santo Antônio de Posse e Nova Odessa.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 390 milhões de pessoas são infectadas pela dengue anualmente em mais de 100 países

Na Região Metropolitana de Campinas, ocorrerá ainda o 10º Fórum Internacional de Educação, também com recursos provenientes do Fundocamp. Para realização do Fórum, foram liberados R$ 400 mil. Neste evento devem ser discutidos boas práticas educacionais no âmbito regional, com a contribuição de especialistas e análise de experiências internacionais.

O evento tratará das políticas públicas para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Ensino Fundamental e discussões sobre a Educação não ter sido municipalizada, coexistindo o Ensino Fundamental Municipal e Estadual. O projeto contempla os educadores dos 20 municípios da RMC e contará com um público aproximado de 2 mil pessoas.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique AQUI e envie para o Portal Cosmopolense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.