03/01/2020

Cosmópolis apresenta superávit de US$ 79,23 milhões na balança comercial

Cosmópolis e outras três cidades da região foram as únicas cidades da região que tiveram saldo positivo

Da redação

Em novembro de 2019, a Região Metropolitana de Campinas (RMC) obteve superação do déficit de 2018 relacionado à balança comercial. É o que apontou um levantamento do Observatório PUC-Campinas, divulgado no último dia 11 de dezembro. Na contramão da região, Cosmópolis, assim como outras três cidades da RMC, apresentou um superávit, cujo valor foi de US$ 79,23 milhões.

Imagem ilustrativa

No período de novembro de 2018, a RMC teve déficit de até $7,98 bilhões na balança comercial. No mesmo mês, em 2019, esse saldo negativo foi superado, chegando à marca de $8,4 bilhões. Uma análise do mês de novembro avaliou que a região, composta por 20 municípios, importou $1,07 bilhão, mas importou apenas $367,52 milhões.

Especialistas avaliam que a crise enfrentada na Argentina, principal importador do setor automotivo no Brasil; e a importação de agroquímicos do mesmo país, contribuíram para o resultado negativo. Cosmópolis, um dos municípios integrados à RMC, teve a marca de $ 162,83 milhões em exportações e $ 83,6 milhões em importações, total de $ 79,23 milhões positivos.

Além do município cosmopolense, Engenheiro Coelho (SP), Pedreira (SP) e Santo Antônio de Posse (SP) foram as únicas cidades da região que tiveram saldo positivo na balança comercial durante novembro. O déficit total da RMC em novembro chegou a $710,74 milhões, maior que o resultado obtido em todo o Estado de São Paulo, com a marca de $144,58.

Frente ao resultado negativo da região referente a novembro, a RMC completa uma década com déficit relacionado à novembro. A pior fase ocorreu em novembro de 2013, quando o resultado da balança comercial foi de déficit de $805,71 milhões.

……………………………………..

Tem uma sugestão de entrevista? Clique aqui e envie para o Portal Cosmopolense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.