12/05/2019

Cosmopolense explica como é ser mãe de jogador de futebol

Dia das mães: Débora Cristina Medeiros conta como lidou com a separação do filho, que aos 14 anos deixou a casa para seguir o sonho de ser jogador

Letícia Leme

Mãe e sacrifício são palavras que deveriam ser sinônimos. Afinal, qual é a mãe que nunca desfez das vontades próprias para realizar as dos filhos? Dentre tantas mães guerreiras que compõem o município cosmopolense, está Débora Cristina Medeiros, mãe de Michel Henrique, jogador de futebol, e de Maria Heloísa, que com apenas nove anos, ainda não decidiu o que quer ser.

Débora faz questão de frisar que não vê diferença entre os dois. Que assim como apoiou o primogênito, dará todo o suporte para Maria.”Eu tenho um filho grande que me protege e uma filha pequena que me diverte. Eu não sou ninguém sem meus filhos”, afirma orgulhosa.

É sabido que os craques, quando pequenos, se alojam em Centros de Treinamentos (CTs) para treinar e competir por suas equipes. Com Michel não foi diferente, aos 14 anos teve que se ausentar de casa para seguir o sonho de ser um jogador profissional.

No início, Débora lamentava a distância. Mas, a realização do filho falou mais alto ao coração da mãe, que sofria por não estar perto, mas se alegrava com o sorriso no rosto de Michel. “Eu amo futebol, amo ver ele na telinha, ver que deu certo, ver que valeu a pena. Tudo o que você sonha e projeta em seu filho vale a pena, respinga em você”, aconselha.

Para ela, quando uma mãe sonha com o filho, tudo colabora para o bem. Atualmente, Michel compete pelo Inter de Limeira (SP), e Débora acompanha todos os jogos. Quando não é possível estar no estádio, a televisão aproxima os dois. “O sonho de um filho é muito fácil de acontecer quando se tem apoio de uma mãe, se tem pra onde e para quem voltar”, conclui.

Assista ao vídeo:

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique AQUI e envie para o Portal Cosmopolense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.