12/02/2020

Ato contra privatização venderá gás à R$40 em Cosmópolis

Serão 100 botijões de gás vendidos a este preço para moradores de bairros próximos ao Prolar

Da redação

Um ato político contra a privatização da Petrobrás, e a favor da greve nas refinarias brasileiras, venderão 100 botijões de gás em uma região da cidade nesta quinta-feira (13) em Cosmópolis à R$40 cada.

O ato, que também é político, é organizado pelo Sindicato dos Petroleiros do Estado de São Paulo – Sindipetro e da Federação Única dos Petroleiros – FUP – que é um das centrais sindicais que organizam a greve que acontece há mais de 2 semanas nas  refinarias da Petrobrás em todo o Brasil, inclusive na Refinaria de Paulínia, Replan.

De acordo com Silvio Marques, membro do sindicato, a razão pela venda é para alertar a população das cidades, que recebem este tipo de ato político, sobre os preços dos derivados de petróleo no dia nacional da mobilização contra a privatização das refinarias da Petrobrás e de demissões que acontecem na estatal brasileira.

“O ato tem como objetivo dialogar com a população, pois os petroleiros estão em greve, e a greve dos petroleiros tem como objetivo barrar as privatizações da Petrobrás, como a de refinarias, no caso das demissões na Fafen (Fábrica de Fertilizantes da Petrobrás) onde 400 famílias perderam emprego”, diz Silvio.

Osvaldo Francelino Miguel, diretor do Departamento de Aposentados do Estado de São Paulo (Daesp) que também é sindicalista, diz que as greves, que acontecem em todo o Brasil, serve para alertar a população sobre a defesa dos empregos dos trabalhadores da estatal petroleira, contra a privatização de refinarias e bens da Petrobrás continuando ser pública.

“A Petrobrás é uma empresa pública e sendo pública é possível que a gente tenha um preço dos derivados de petróleo, como gasolina, óleo diesel… que tem impacto no transporte público, e o gás de cozinha que atende a grande parte de famílias. E com este preço que está estabelecido por esta direção, atrelado ao dólar e a o preço internacional do petróleo, fez com que muitas famílias deixassem de cozinhar com o gás”, reforça Osvaldo.

Nesta quinta-feira (13), os sindicalistas e organizadores do ato comercializarão 100 botijões de gás com o preço ao consumidor de R$40,00.

Mas há critérios para que o consumidor possa adquirir: O cidadão terá que apresentar um comprovante de residência que tenha o seu endereço em bairros como: Chico Mendes, Parque Independência, Colibris, Laranjeiras e Novo Cosmópolis. Também o morador destes locais poderão comprar apenas um botijão por família até liquidar o último dos 100 botijões disponíveis.
“Infelizmente não conseguiremos cobrir toda a cidade. Mas nós queremos fazer naquela região que de fato teria a característica de a gente atender”.

Haverá uma triagem e nisso cada pessoa que estará na fila receberá um ‘voucher’ autorizando a compra do botijão de gás.O ato acontecerá na Avenida dos Trabalhadores (próximo à feira livre de quinta-feira) a partir das 18 horas. O local fica próximo ao Prolar.

…………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique AQUI e envie para o Portal Cosmopolense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.